segunda-feira, 14 de maio de 2012

Prémios Cancioneiro Infanto-Juvenil
do Instituto Piaget, de Almada

Decorreu neste sábado, em Almada, no campus universitário do Instituto Piaget, a cerimónia de entrega de prémios do 6º Concurso Poético do Cancioneiro Infanto-Juvenil para a Língua Portuguesa.

Para este último volume, o Volume XVI, foi escolhido o título Remar é Rimar e inclui, como sempre, textos de meninos muito pequenos, desde os dois anos de idade, até poemas de pessoas bem mais crescidas, até aos sessenta e três anos! E podia ser mais!

Neste volume estão incluídos os poemas de alunos da nossa escola - o Gonçalo Bila, que está na Noruega, e da Catarina Ferreira, do 8º F, e também um poema da professora Sílvia Baltazar.
Aqui fica o grande poema do Gonçalo Bila. Parabéns, Gonçalo! Beijinhos

Refugiados do Haiti
No nosso planeta
existem milhares de refugiados
vivem do lixo
para sobreviver.
No Haiti
viveu-se uma catástrofe
pessoas morreram
pessoas ficaram sem família,
sem casa,
sem nada.
Os países que podem ajudar
ajudam.
Os países que têm pouco
dão muito pouco.
São assim
as catástrofes naturais.
Matam,
destroem.
As televisões
mostram-nos o terror.
Pessoas debaixo dos destroços
desmaiados,
mortos
tudo se pode ver.
As forças da ONU
tentam ajudar.
Barack Obama
tenta ajudar.
Cavaco Silva
tenta ajudar.
Ajudam com o possível,
com o que têm.
Enviam médicos,
enviam enfermeiras,
remédios,
água,
chocolates,
comida.
Não se sabe até quando isto vai durar,
não se sabe
quando é que se pode reconstruir
aquela cidade.
As pessoas viajam até
à República Domincana
para comer,
para beber.
A polícia da República
tenta ajudar,
as pessoas estão loucas por comer,
partem portões da cidade.
Uma grande multidão tenta entrar
na república.
Estes fenómenos horríveis
matam vidas,
matam pessoas,
matam famílias,
mas não matam a esperança
nem a solidariedade!

E agora, aqui divulgamos o poema da Catarina, muito bonito e romântico. Parabéns, Catarina!
O Amor

Amor é lindo
mas quando se gosta
verdadeiramente de alguém
quando não se gosta
só saímos magoados
amor não é dizer
"Amo-te"
é sentir lá dentro.
Quando se ama
parece tudo lindo e perfeito.
Acho que que o amor é bonito.
Quando se gosta mesmo de alguém.
Não é dizer que se gosta e depois
estar sempre a magoar.
Amor é bonito
como o mar é lindo ao olhar
mas pode trazer tristeza.
Amar alguém é bonito mas,
quando acaba,
também é a coisa que mais dói.
Amor é bonito
quando significa
um Sentimento Verdadeiro.

Sem comentários:

Publicar um comentário

Livros